Resenha: Matteo Perdeu o Emprego 

Título: Matteo Perdeu o Emprego
Autor: Gonçalo Tavares
Gênero: Ficção
Literatura: Portuguesa
Ano: 2013
Páginas: 160
Editora: Foz
ISBN: 978.854.280.181-0
Avaliação CL: ⭐️⭐️

Entitulado como uma obra com o mesmo impacto e relevância que Franz Kafka, com a publicação de “A Metamorfose”, Gonçalo também é conhecido por metáforas.

Seu texto não é tão claro quanto o de Kafka. É necessária uma atenção redobrada para compreender os fatos.

Essa dificuldade obriga, ou não necessariamente, ao autor a publicar um posfácio, com explicações da narrativa ao leitor.
Resenha: O livro inicia-se com o seguinte parágrafo:

“A história de Aaronson, Ashley, Baumann, Boiman, Camer, Cohem, Diamond, Einhorn, Glasser, Goldberg, Goldstein, Gottlieb, Greenberg, Greenfiel, Helsel, Holzberg, Hornick, Horowitz, Indictor, Kashine, Kessler, Klein, Koen, Levy e Matteo”.

Uffa! Sim… 25 personagens!

Cada personagem tem seu próprio capítulo, a maioria descrito em uma página ou menos.

O fato de possuir tantos nomes assim, pode até confundir um pouco… Na verdade, fazer com que o leitor se perda na história.

O que salva é que a narrativa é linear. Os nomes aparecem na história na medida que os fatos acontecem.


A narrativa é coligada e resumidamente a seguinte:

– Aarason é um obcecado por circular em torno de uma redoma, e por anos pratica esse ato. E no dia em que decide correr no sentimento contrário, morre, atropelado pelo sr. Ashley;

– Ashley estava a entregar uma encomenda. No 2º andar, nº 217 ao sr. Baumann. Mas o inusitado é que todos os prédios da rua G, eram de nº 217;

– Baumann é um obceco por lixo e reciclagem;

– Boiman segue Baumann para saber onde o homem mora e o que ele faz com o lixo que recicla. E no caminho conhece Carmer;

– Carmer tem um inquérito a ser respondido, e questionara Boiman. E a última pergunta era se conhecia o homem dos tiques, Cohen;

– Cohen é um homem com inúmeros tiques, porém um assustador: copropraxia, que consiste na repetição de gestos obscenos, involuntariamente. E conhece Diamond;

– Diamond é um professor, que vive o drama de uma greve de lixo que afeta a escola em que trabalha;

– Einhorn era porteiro, e também dono de um bordel;

– Glasser é um recente hóspede do bordel, e vive com ajuda de uma bateria que faz seu coração trabalhar;

– Goldberg é uma prostituta, que atende Glasser e cruza com um cego na rua, e pergunta as horas;

– Goldstein é o cego, e também loucamente apaixonado por tabela periódica, apesar de não enxergar;

– Gottlieb é o amante do cego. E em amor ao homem, tatua nas costas a tabela periódica inteira em braile. Goldstein acaba morrendo e Gottlieb torna-se prostituto;

– Em uma noite onde Gottlieb não cedera aos desejos de Greenberg, o rapaz acaba o matando;

– Greenfield é um dos rapazes que levam Gottlieb à cadeira elétrica e trabalha em um laboratório;

– Dr. Helsel é o dono do laboratório, e investigava uma vacina de uma doença infecciosa. Acumula inúmeras batatas vivas. E quando o pai morre, destrói todos os insetos;

– Holzberg era amigo de Helsel, e estudava rotundas e circunferências;

– Hornick que era amigo de Holzberg, em uma viagem adentraram em um labirinto;

– Horowitz, uma homem gordíssimo, ajuda os rapazes a sairem do labirinto;

– Indictor era arqueólogo e amigo de Horowitz;

– Kashine comunica-se por “Não”, e por onde passa, escreve esses dizeres;

– Kessler, marido de Kashine, interpreta mal o “não” da esposa, e se divorcia. Vai para uma ilha distante e veleja em um barco com um grupo, que aos poucos vai se desfazendo;

– Klein, também no barco, é o único que sobrevive, e se considera lúcido e racional do grupo, porém, ele é internado com indícios de loucura;

– Dr. Koen recebe Kein no hospício. E é fanático por uma clareira, que dizia ser única e somente de seu conhecimento.

– Levy descobre a clareira do marido Koen, e retira a bandeira da Índia, colocando a do Paquistão no lugar;

– Matteo é amigo de Levy, e está a procura de um emprego.

Após inúmeras personagens, descobrimos então, Matteo, o protagonista.

Através de um anúncio, Matteo começa a trabalhar para Anna. O rapaz é amigo de um sapateiro, Guzi, que tem um chimpanzé. Aos poucos vê o amigo ficando pobre e passar fome, sem muito fazer para ajudar. No trabalho começa a incomodar-se com a intimidade que tem com a chefe, e pensa até em desistir do emprego, porém, seria de novo um desempregado, coisa que Carla, a esposa, não admitiria. Antes mesmo disso acontecer, traí a esposa com Anna.

No fim da história, Matteo vai a case e loja de Guzi, e retira o chimpanzé, já cheirando mal… E tenta vender o corpo em uma feira.

Logo após o autor apresenta seu posfácio, que ao meu ver, não é muito explicativo.

A história em geral não convence o leitor que está acostumado com fatos rápidos e um história continua que faz sentido no fim da narrativa, o que pode ser meu caso.

Para aqueles que adoram um quebra-cabeça, essa obra de Gonçalo pode ser um bom entretenimento.

Comentários

Comentários