Resenha: Fallen

Título: Fallen
Original: Fallen
Autor: Lauren Kate
Gênero: Ficção Juvenil / Fantasia / Romance
Literatura: Americana
Ano: 2010
Páginas: 406
Editora: Galera Record
ISBN:  978.850.108.962-5
Avaliação CL: ⭐️⭐️⭐️⭐️

Há alguns anos tenho esse box, e a saga para ler essa série já persiste por um bom tempo. Fallen já foi lido três vezes, e acreditem, não dei continuidade ainda, mas desse ano não passa!

Apesar de ser uma releitura, confesso que lembrava bem pouco dos detalhes,  surpreendentemente tive as mesmas sensações de quando o li pela primeira vez, ainda na adolescência.

Quando o livro é bom, o romance é bem escrito e rico no mínimos detalhes, não tem como não gostar, – às vezes senti uma referência de Crepúsculo, mas talvez seja impressão mesmo.

O livro é narrado em terceira pessoa, e Lucinda, ou Luce, é a personagem central da narrativa.

Após um incidente que provocou um incêndio e levou seu recente namorado Trevor à morte, a garota é matriculada em um reformatório, seguindo orientações do juiz que a incrimina no caso.

Desde criança Luce sofria de problemas psicológicos, alegando que podia ver “sombras” em algumas situações em sua vida. Cresceu sendo tratada com doente, e não suportando mais, começou a dizer a seus pais que já não as via mais, somente para se ver livre dos remédios que tanto a prejudicavam.

Na Sword & Crooss, a nova “escola”, as regras são bem rígidas, e nem mesmo aparelhos eletrônicos, objetos pontudos, e roupas coloridas são permitidos. Uma ligação de quinze minutos por semana, é o único meio de comunicação.

*

A garota faz amizade e inimizades, mesmo não querendo. O que é o caso de Ariane, que a chama de “mais novo bichinho de estimação”, ou Molly, que esbarra na mocinha e passa a odiá-la. Há também Cam, quem ela não faz ideia do por quê que tanto a corteja, e Daniel, um rapaz misterioso que basta que o olhe, para que ele aja pejorativamente.

A única pessoa por quem ela realmente se familiariza, é Penn, uma garota nada popular e que nem mesmo está naquele lugar por que infringiu alguma lei, mas sim por que seu pai era, – ele já era falecido, o zelador do lugar.

Luce sente-se atraída por Daniel, e tem a sensação de já conhecê-lo. E incrivelmente quando ele está por perto, as “sombras” parecem não atingi-la. Mas o diálogo entre os dois é impossível.

Com a ajuda de Penn, elas vasculham a ficha de Daniel e descobrem que o motivo por ele estar no reformatório é banal, também descobrem um livro publicado por um antepassado dele, disponível na biblioteca de Sword & Crooss.

Após outro incêndio na biblioteca, que ocasiona a morte de outro colega, Luce sente-se arrasada. Mas lembra-se de ter sido carregada por uma espécie de anjo, e somente sobreviveu por isso, pois as sombras quase a tocaram também.

No hospital todos a visitam, e até mesmo Daniel, que leva uma específica flor para ela. É neste ponto que tudo não faz mais sentido para Luce. Como ele sabia quais eram suas flores favoritas? Como as conseguira se somente nasciam em lugares isolados? Por que ele estava ali se não gostava dela? E Luce não sabia nem ao menos por quê…

*

Luce sente algo muito forte por Daniel, algo que ela não consegue descrever ou definir. Mas é Cam quem está sempre ao seu lado, e por vezes ela se sente divida, por alguém que ela quer, e o que realmente lhe convém.

Mas após ir a um bar com Cam -eles haviam saído escondido, um cara a irrita, e o rapaz começa uma briga generalizada. Daniel misteriosamente aparece, tira-a dali e passa a deixá-la ficar perto dele na escola.

E então as brigas entre Cam e Daniel começam ser constantes, e até a chegar em um ponto, em que de Gabbe -essa que Luce achava ser namorada de sua paixonite, e Ariane, decidem que vão “lutar” por ele contra o rival.

Luce não entende, e nos braços de Daniel afirma que ele é um anjo, pois havia lido no tal livro onde revela parte da história do seu passado. Primeiramente ele nega, mas depois lhe conta a verdade.

Ele lhe diz que a cada dezessete anos a conhecia, e que já viveram juntos em muitas vidas passadas, mas que bastava-lhes um beijo para que ela morresse, – o que misteriosamente não acontecera da última vez, pois o toque já havia ocorrido.

*

No finalzinho tudo começa a ser revelado. Luce perde sua única amiga, descobre que seus professores e colegas, em sua maioria também são anjos caídos, assim como Daniel.

Ela corre perigo, pois o clã de Cam não pensa como eles, acredita que Luce não merece ter que se submeter a Daniel novamente. Ela é obrigada a fugir, embarca em um avião sem ao menos saber para onde, somente com a promessa de que Daniel irá encontrá-la, assim como em todas as vidas, que o amor venceria.

*

O livro é muito bom, a escrita de Lauren é muito sútil, rica em detalhes, porém acredito que tenha faltado um pouco de suspense e romantismo para o casal principal, pois após eles começarem a se relacionar, tudo acontece rapidamente, sem chances para que você se encante junto com Luce, que antes tecia seus sentimentos pela história pelo rapaz. Mas recomendo, veremos o que acontecerá no restante da saga!

Comentários

Comentários